Categorias

Abraão (1) Acolhida (2) Advento (1) Aliança-Pacto de amizade (1) Amizade (1) Ano Liturgico (1) Ano Litúrgico (1) Apóstolos (3) Arte na catequese (9) Artesanato criativo (3) As maravilhas de Deus (1) Atividades (3) Avaliação na Catequese (1) Batismo (3) Bíblia (7) Brincadeiras (1) Caça ao Tesouro (1) Cantinho da Oração (1) Catequese com adultos (8) Catequese com crianças (28) Catequese com os pais (2) Catequese de Crisma (6) Catequese de Perseverança (1) Catequese em ação (1) Como preparar encontro de catequese (2) Confissão (1) Coordenação (1) Coroa do Advento (1) Correio de Maria (6) Crisma (1) Dia das Mães (2) Dia do Catequista (1) Dinâmicas (59) Dinâmicas de Oração (8) Dinâmicas de Revisão (1) Espírito Santo (3) Eucaristia (9) Evangelho (5) Família (2) Felicidade (2) Formações (32) Gincana (1) Histórias na Catequese (2) Igreja (1) Jesus chama seus colaboradores (1) Jesus convida os apóstolos (1) Jesus inicia sua missão (1) João Batista (2) Juízes (1) Leitura Orante (6) Lembrancinhas (4) Mandamentos (1) Matrimônio (1) Metodologia catequética (24) Moisés (1) Nascimento de Jesus (2) Natal (2) Nossa Senhora (4) O nascimento de Jesus (1) O Perfil do Catequista (9) O programa de Jesus (1) O tempo dos Reis (2) Oração (2) Pai- Nosso (2) Papo de catequista (15) Parábola do semeador (2) Páscoa (1) Pecado (2) Planejamento (2) Planejamento de Encontros (24) Profetas (1) Quem é Jesus? (4) Quem eu sou? (1) Rádio Catequese (3) Rei Davi (1) Revisão (4) Roteiro de visitas às famílias dos catequizandos (1) Sacramento da Crisma (1) Sacramento da Reconciliação (1) Sacramentos (6) Sagrada Família (2) Santíssima Trindade (1) Semana Santa (2) Somos filhos de Deus (2) Teatro (2) Textos de Apoio (1) Unção dos Enfermos (1) Ver-julgar-agir (1) Vlog (3)

15 setembro, 2012

Planejamento de Encontro da catequese para catequese infantil: Jesus ama as crianças


Encontro do livro do catequista (Editora Paulus).

Levar alguns cartazes que mostrem crianças brincando, crianças tristes, alegres, doentes ou em alguma favela. Perguntar aos catequizandos o que eles acham daqueles cartazes ou pedir que cada um fale sobre o cartaz. Nestes cartazes vocês estão vendo crianças de todo tipo: alegres, tristes, cantando...

Para conversar com os catequizandos:
Será que Jesus, alguma vez,  falou com as crianças?
Vamos abrir o evangelho e sentir o que Jesus falou das crianças. (Lc 18, 15-17); Mt 19, 13-15).
"Certa vez, alguns pais levaram seus filhos até Jesus. Os apóstolos não gostaram muito porque achavam que as crianças não entendiam nada. Mas Jesus pegou uma criança, colocou-a no colo e disse: "Deixai que as crianças venham a mim porque delas é o reino dos Céus. " Sabem por que Jesus fez isso?

Porque as crianças são simples, falam a verdade, são inocentes, alegres e porque:
Jesus ama as crianças.

Vamos ver o que os adultos pensam das crianças:

"Que elas são o futuro da nação."
"Que mais tarde serão pais, governantes, catequistas, professores, padres e até Papa".

Vamos ver o que Jesus pensa das crianças:

Que todas as pessoas devem também gostar das crianças como Ele gosta;
Que devem ser amadas e tratadas como crianças e não como gente grande;
Que devem ser como elas são: alegres, inocentes, bagunceiras, levadas, espertas...
Não são adultos, por isso:
Que as crianças são tão importantes, elas têm compromissos:
Devem ser boas, honestas, responsáveis, boas companheiras, cumpridoras dos deveres para com Deus, para com os pais, para com os irmãos.




Para saber mais:

Na época de Jesus, na Palestina, as mulheres e as crianças não eram consideradas cidadãs. As mulheres tinham de submeter-se aos maridos; não tinham direito à palavra nem participavam da vida pública. Fechadas em casa para tratar dos filhos e atender aos trabalhos domésticos, dedicavam-se à maternidade. as sinagogas não tinham direito ao ensino das Sagradas Escrituras como os homens e os rapazes. E no templo, ficavam num pátio, mais distantes do santuário do que os homens. Jesus admitia as mulheres na sua comitiva e até lhes confiava tarefas.  Quanto às crianças, às quais não se dava a devida atenção, Jesus comprazia-se em acolhê-las, tomá-las nos braços, e apresentá-las como exemplo. E não era em atenção à inocência delas, como por vezes se pensa. Certas crianças, mesmo de tenra idade, mostram inclinação para o mal.  E Evangelho de Lucas mostrou crianças amuadas e caprichosas que perturbam os jogos das outras  ( Lc 7, 31-32). As crianças devem ser respeitadas na sua dignidade. Elas não têm prestígio e ocupam lugar insignificante na sociedade. Por isso, Jesus lhe dá importância, as toma como modelos perante as pessoas ávidas de prestígio e desejosas de altos postos na escala social ( cfr. Ls 9, 46-48).Jesus respeita nas crianças a sua dignidade de seres humanos e a sua dignidade de filhas de Deus. 

3 comentários:

Daniela Maciel disse...

QUE MARAVILHA CRIS!!!
BJUS!!!
PAZ DE CRISTO!

Liria Vicente disse...

Boa noite. Tbm sou catequista e tenho o mesmo texto em um livro da Editora O RECADO, seria o mesmo livro? sendo o seu o da Paulus, gostaria de saber apenas por curiosidade, ( Catequese Renovada, organizado pela Diocese de Osasco). Trata-se de um lindo encontro de Catequese. Paz e BEM!

Cris Menezes disse...

Oi, Líria! O "Livro do Catequista" (Paulus) é uma edição revisada do livro "Catequese renovada", mas não melhor porque na nova edição foi retirado muitos capítulos. Deus abençoe! :)