22 abril, 2014

Encontro parte por parte: Jesus inicia sua missão



1) Ambientação: Água, vela e fotos de batismo, fotos de João Batista, flor e lembrancinha  
Cartaz: "Eu vos batizo com água para a conversão, mas aquele que vem depois de mim é mais forte do que eu." (Mt 3,11) 

2) Oração inicial com o terço (Publicarei depois os mistérios do Livro A criança reza o terço)

3)Desenvolvimento do tema
-Conversar com os catequizandos: Quem é batizado? Pergunte se alguém já foi a um batizado, e incentive-os a falarem o que acontece em um batizado.
  
Peça para cada catequizando escrever sobre o dia do seu batismo: dia que foi batizado, nome da Igreja, nome dos padrinhos. (Quem não se lembrar, pode perguntar aos pais e trazer no próximo encontro.)

4) Leitura Bíblica: MT 3, 13-17 e partilha.
-"João, primo de Jesus, morava no deserto. João anunciava  um 'batismo de conversão'. A conversão, na Bíblia, exige mudança. Mudança no modo de pensar e no modo de agir. É preciso ter um pensamento novo, capaz de aceitar o projeto de Deus.  É preciso ter um coração novo, ter uma nova mentalidade, ter novas atitudes para receber o Messias e ser capaz de viver as consequências desta aceitação.  Para alcançar o perdão é preciso conversão. Começando do coração, de dentro, a pessoa se renova. A transformação interior é a primeira grande conversão necessária para receber o Enviado de Deus, que está para chegar." (Livro A caminho da Eucaristia) 

5)Símbolo Litúrgico: A linha do tempo ( (Livro A caminho da Eucaristia) 
"Muito se tem falado sobre a data provável do nascimento de Jesus. Dizer com exatidão o dia em que Jesus nasceu não é o mais importante. O nascimento de Jesus marcou definitivamente a vida da humanidade. Perguntamo-nos: serão cinco bilhões ou dez milhões de anos desde qiue surgiu o ser humano na terra? A ciência estuda o universal, é seu papel dar respostas. Para nós cristãos o nascimento de Jesus marca a história. Marca o tempo. Falamos dos acontecimentos antes de cristo=aC. Falamos dos acontecimentos depois de Cristo=dC. A linha do tempo é contínua. Não se interrompe por nossa vontade. Não podemos acrescentar um dia, um minuto sequer ao nosso tempo. Não podemos parar o tempo, permanecer sempre jovens. Cada dia passa e com ele vamos nos transformando: de criança para jovem, para adulto e para idoso até o momento de nossa morte (cf Ecl 1,9; 3,1-8.15; SL 90(89),4.) 

6)Quem era João Batista (Do site deusunico.com) 
João Batista era filho de Zacarias e Isabel. Eles eram um casal de idosos muito bons e justos e não tinham filhos. Por este casal, Deus faz nascer João Batista, que vem preparar a vinda de Jesus Cristo.  Isabel era prima de Maria, a Mãe de Jesus. João era primo de Jesus e mais velho uns seis meses.  João andava pelo deserto da Judéia, junto às margens do rio Jordão, pregando às multidões, anunciando o Reino de Deus. Levava uma vida de grande austeridade, pois vestia-se com uma pele de camelo e alimentava-se de mel silvestre e gafanhotos. João convidava as pessoas para arrependerem-se dos seus pecados. Batizava as pessoas para que elas ficassem com o coração purificado para a vinda de Jesus.  João Batista, assim chamado porque batizava as pessoas, era um profeta. Foi o último profeta do Antigo Testamento, escolhido por Deus. Ele não somente anunciava a vinda futura do Messias Salvador, mas indicava que Jesus já estava presente no meio das pessoas.  João Batista apontava para Jesus e dizia: “Este é o Cordeiro de Deus!” e “Eu não sou digno de desamarrar as correias das suas sandálias”. João Batista morreu decapitado por causa da sua coragem em pregar a mensagem de Jesus: justiça e fraternidade.
 

7) Sinais do Batismo (Livro  Crescer em comunhão. Livro do catequista. Vol. 3)  
Crescer na palavra de Deus  Apresente a água e a vela para os catequizandos e converse sobre o seu significado. Fale também do óleo.  Convide-os a lerem o texto bíblico Mt 28, 19-20.  Explique que a palavra batismo significa mergulho, pois na igreja primitiva, as pessoas eram mergulhadas totalmente na água.  Este era o batismo de imersão. O gesto de mergulhar na água possui dois significados:  -Estar mergulhado em Cristo: quem tomou esse banho não pode viver de qualquer jeito, mas deve procurar viver como Cristo viveu.  Morrer-viver: como Cristo morre por amor, é necessário morrer para o pecado, evitando tudo aquilo que nos afasta de Deus e ressurgir, viver em Cristo. (...)   Crescer na vivência da fé  O batismo é um novo nascimento. É nascer para a fé. Torna participantes da Igreja e comprometidos com as tarefas do Reino. 
 São vários os sinais do batismo, como:  
 *A água é sinal de vida, pois possibilita viver a alegria do ressuscitado esperando também ressuscitar como Ele. Portanto, o Batismo insere o cristão no dinamismo da morte-vida: a existência oferecida como dom (morte) faz brotar a vida, que um dia alcançará a sua plenitude pela ressurreição da carne (cf. Rm 6, 1-11).  *A unção com o óleo do crisma, pois o Batismo já nos faz sacerdotes, profetas e reis como Cristo e templos do Espírito Santo.    
*A veste branca e a vela acesa: pois o batizado "vestiu-se" de Cristo (cf. GI 3, 27) e é iluminado pelo Cristo para ser "Luz do mundo" (Mt 5, 14).  São várias as graças e efeitos do batismo:  
*Concede a remissão dos pecados: perdoa o pecado original e todos os pecados, embora permaneça a tendência ao pecado (chamada de concupiscência), pelo respeito de Deus à nossa liberdade. 
*Faz-nos uma nova criatura (2cor 5, 17), tornando-nos filhos adotivos de Deus e, consequentemente, herdeiros da glória.  
*Insere-nos na igreja: faz-nos membros do Corpo de Cristo, a Igreja, o que faz o cristão responsável pela sua comunidade, pois ele é membro da igreja.  
*Imprime caráter. É, portanto, um sinal indelével, ou seja, sua marca jamais se apaga. Somos selados pelo Batismo (Ef 4, 30). Quem guardar o selo, perseverando até o fim, será salvo. 

8) Como acontece um batizado 
(Livro:  Convidados para a ceia: Primeira Eucaristia. Diocese de Caxias do Sul. São Paulo.) 
 1- Faz-se o sinal da cruz na fronte da criança.  
 2- Unge-se o peito da criança com óleo.  
 3- Bênçãos da água, que significa purificação, vida nova.  
 4- Pais e padrinhos renovam seu compromisso de viver como cristãos.  
 5.-Derrama-se água na cabeça da criança e se diz: (nome), eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. 
 6- A testa da criança é ungida com o óleo do Crisma, sinal da força do Espírito Santo.  
 7 -Entrega-se a vela, luz de Cristo, para os pais e padrinhos. 


9) Atividades: (Livro:  Convidados para a ceia: Primeira Eucaristia. Diocese de Caxias do Sul. São Paulo.)  

1) Qual é o compromisso da pessoa batizada?  
2) Vamos ler sobre o batismo em Mt 28, 16-20 e responder:  
*Quem são os personagens do texto? 
*Qual a ordem de Jesus?
*Que significa ser discípulo de Jesus e ser batizado, conforme o versículo 20? 

Para fazer em casa: Ler I Cor 12, 12-17 e escrever o que você entendeu desse texto.  
10) Dinâmica Argolas do Batismo 
Material: caixas de leite vazias ou garrafas Pet. Argolas pintadas em 2 ou 3 cores diferentes para separação de grupos.  Escrever os nomes dos sinais do batismo, e outros sinais que não são deste sacramento e colar nas caixinhas ou nas garrafas Pet.                

Regras: Cada garrafa terá uma pontuação. As garrafas que não contém os sinais certos do batismo não pontuam. 
Como jogar: Cada grupo irá tentar jogar as argolas nas garrafas que tem os sinais do batismo. 
Quem ganha: No final do tempo estipulado, o catequista faz a contagem da pontuação.  O grupo com maior pontuação ganha.

11) Oração Final 
"Jesus veio para reunir e aperfeiçoar. Na liturgia da Missa temos uma oração que tem a função de reunir. A oração rezada após o ato penitencial ou após o Glória, quando há, é também chamada de 'coleta'. No dicionário lemos que coleta é um ato ou uma ação de reunir, de ajuntar, de unir partes ao todo. Esta oração é um momento de unir todas as preces contidas no coração de cada um dos presentes na celebração eucarística. O sacerdote faz um convite à assembleia: 'Oremos'. É dado um momento de silêncio para que todos se coloquem numa atitude de oração e possam formular as suas preces; em seguida, o sacerdote eleva suas mãos, como que congregando neste gesto todas as preces e em nome da Igreja profere a oração." (Livro A caminho da Eucaristia) 

Correio de Maria: Escrever uma oração de agradecimento a Deus e depositam no Correio de Maria.  (Clique aqui para conhecer o Correio de Maria

Unidos na prece Senhor, vós que sois o Pai, o Filho e o Espírito Santo, fonte de nossa vida, nós vos pedimos: renovai nosso batismo para sermos testemunhas de Cristo e participantes da comunidade, doando nossa vida através dos serviços. Não permitais que esqueçamos que somos batizados e que temos uma missão. Senhor, obrigado por este dom tão grande que é o batismo. Amém.   Glória ao Pai... 
Finalizar com a leitura de Mt 28, 19-20 

******* 
12) Aprofundamento para o catequista 
(Retirado do livro A caminho da Eucaristia, Maria de Lurdes Mezzalira Pincinato, Diocese de Jundiaí, editora Vozes.) 

João Batista, profeta da transição 
A transição entre a Antiga e a Nova Aliança acontece com o Batismo de João. Todos os seres humanos são chamados por João ao arrependimento, à conversão, à mudança de vida, e desta forma ele realizava a sua missão de preparar a vinda do Cordeiro de Deus, que tiraria o pecado do mundo. João prega e batiza. João prega a necessidade de uma atitude diante da própria realidade e da realidade que está ao redor, e realiza um gesto, um rito: batiza. Os caminhos de Deus, constantemente, pedem essas duas realidades: a pregação, que educa para a aceitação do Anúncio da Boa-Nova, e o batismo que purifica para o renascimento  de uma vida nova. João ensina um novo modo de viver, preparando a vindo do Messias. 

Jesus Pede o Batismo 
Jesus pede o batismo a João Batista. Pouco antes João anunciou e testemunhou: 'Virá em que é maior do que eu e não sou digno de desatar-lhe as sandálias. Eu batizo na água, ele vos batizará no Espírito Santo" (cf Jo 1, 26-34). João lhe dá um nome: Jesus de Nazaré. Jesus é alguém que entra na história, tem uma missão especial: Ele é o Enviado, Ele é o Messias, Ele é o prometido. 

Jesus veio para cumprir o Antigo testamento 
O Evangelista Mateus, quando narra este acontecimento, usa sinais do Antigo Testamento: 
-Água- Jesus entra na água do Rio Jordão: a água, presente na criação. O batismo faz 'ser novos em Cristo'; o Batismo torna 'novas' as 'velhas criaturas'. 
-Jesus sai da água- sair da água- a passagem do mar vermelho, a cura de Naamã, o leprosos. 
-O Rio Jordão lembra a tomada da Terra Prometida. Jesus conquista um novo povo e lhe dá nova Terra, a Nova Aliança é estabelecida em seu sangue. 
-Os céus se abrem: Lembra a manifestação de Deus no Monte Sinais- A Aliança. 
-O Espírito que desce sobre Jesus, em forma de pomba, lembra os profetas. Na plenitude dos tempos, Deus fala por seu filho. 
-A pomba recorda ainda o dilúvio, que purificou a terra, salvando Noé e seus filhos. É sinal do Espírito Santo enviado por Jesus depois de ter subido aos céus, que santifica e conduz a Igreja, hoje. 
-Em Jesus é realizada a Nova Aliança 
Cristo é a realização da promessa feita a Abraão: 'mas um de teus descendentes será o herdeiro' (Gn 15,4a). Pela fé em Jesus é que se obtém a salvação e não somente pela observação da Lei (cf. GL 3,15-18). Na Nova Aliança inaugurada com Jesus os pecados serão perdoados (cf. Rm 11,27), Deus habitará entre os seres humanos (cf. 2Cor 6,16) e os corações das pessoas serão transformados, porque o seu Espírito habitará nelas (cf. Rm 5,5; 8, 4-16) 
A Antiga Aliança era imperfeita, porque era apenas figura da Nova Aliança (cf. Hb 5,8). Jesus inaugurou a Nova Aliança entregando o seu Corpo e derramando o seu sangue refazendo a unidade de todo o gênero humano (cf. Ef 2, 11-22). 

Para o aprofundamento do catequista 
Ler na Bíblia: Carta aos Hebreus 
Catecismo da Igreja Católica: 65s.; 292; 577ss.; 611-617; 717-720; 762; 781; 1091; 1097;1150; 1222; 1348; 1365; 1964ss.; 2055ss.; 2787. 


14) Material usado para montar este planejamento

Livros: ( Faltam alguns dados da bibliografia. Acrescentarei depois.)
 A caminho da Eucaristia, Maria de Lurdes Mezzalira Pincinato, Diocese de Jundiaí, editora Vozes.
Convidados para a ceia: Primeira Eucaristia. Diocese de Caxias do Sul. São Paulo.
Crescer em comunhão. Livro do catequista. Vol. 3. 
Brincando na catequese, Rogério Bellini. Editora Paulinas. ( Inspiração para a Dinâmica do encontro) 

Site:   deusunico.com (Texto sobre João Batista)